Relato da Reunião de dia 24 Janeiro de 2007

Está publicada mais uma página com o Relato da Reunião que teve lugar dia 24 de Janeiro com a Administração da Fundação. Mais do que um comunicado é um relato para esclarecimento dos pais do que se passou.

https://paisdpedroiv.wordpress.com/relato-da-reuniao-de-dia-24-janeiro-de-2007/

6 Responses to “Relato da Reunião de dia 24 Janeiro de 2007”


  1. 1 claudia taveira 29 Janeiro 2007 às 10:28 am

    olá .
    tenho os meus dois filhos na fundação à três anos e tenho notado de alguns meses para cá falta de pessoal.
    Hoje por exemplo a sala do meu filho mais velho vai ficar o dia inteiro só com uma auxiliar.
    No breçário deviam estar três pessoas e nunca estam as três, normalmente está só uma.
    Adorava e sentia que os meus filhos estavam bem, e agora já tenho duvidas.
    Entre estas queixas, tenho muitas mais.
    Gostaria de saber o que posso fazer para as coisas voltarem ao que eram?

    claudia taveira

  2. 2 João Paulo Pereira 29 Janeiro 2007 às 11:31 am

    Caros Pais,
    Tive 3 ilhos na Fundação, na casa de Arroios.
    é com ~profunda tristeza que vejo a aacelerada degradação dos serviços prestados pela Fundação.
    Gostaria de deixar a minha solidariedade para com os Pais e Ciranças e que rapidamente as condições sejam pelo menos repostas.

  3. 3 HH 29 Janeiro 2007 às 5:46 pm

    Afirmação do Dr. Canto Muniz na Reunião:
    “Após a “reorganização” o que está previsto para cada sala é:
    – Berçário – 2 Ajudantes,
    – Creche – 1 Educadora e 1 Ajudante,
    – Pré-Escola – 1 Educadora por sala e 1 Ajudante para cada 2 salas.”

    Do Guia Técnico da Segurança social para Creches:
    http://195.245.197.196/preview_documentos.asp?r=13095&m=PDF

    “As crianças deverão ser distribuídas por grupos constituindo unidades organizadas, cada um dos quais será confiado a uma unidade técnica, sem impedimento de estimular a intercomunicabilidade dos grupos/espaço.
    Os grupos a constituir não deverão ultrapassar os seguintes limites:
    a) dos 3 meses e meio à aquisição da marcha – até 8 crianças;
    b) da aquisição da marcha aos 24 meses – até 10 crianças;
    c) dos 24 aos 36 meses – até 15 crianças.”

    e

    “considera-se necessário ao bom funcionamento de uma creche
    os seguintes indicadores de pessoal:
    a) um director técnico, que sendo educador, acumulará com funções de acção directa;
    b) um educador de infância afecto a cada grupo de crianças;
    c) um ou dois elementos auxiliares de pessoal técnico para cada grupo de 10 crianças, dependendo do número de horas de funcionamento;
    d) um cozinheiro;
    e) empregadas auxiliares, de acordo com a dimensão do estabelecimento e número de horas de funcionamento.”

    O que leva a concluir o seguinte… Ou o Dr. Canto Moniz explicitamente afirmou que não vai cumprir as orientações da segurança social, ou o numero de crianças terão de ser drasticamente reduzidas neste processo de “reestruturação”…

    É chocante a leviandade com se se processa tudo isto…

    Noto ainda que “O Presidente salientou que o funcionamento dos colégios está de acordo com as regras definidas no protocolo celebrado com a Segurança Social”

    O que leva a concluir que mentiu descaradamente…

  4. 4 Ana Correia 31 Janeiro 2007 às 8:12 pm

    Estando, completamente, de fora destes problemas, pois não tenho crianças em nenhum dos estabelecimentos referidos, tenho, entretanto, acompanhado o vosso problema, pelo que vem publicado no jornal “Público”. Por essa via, cheguei a este blog.
    Que me perdoem a opinião, mas, neste país, para se conseguir qualquer coisa, convém ter a ajuda de uma estação de televisão.
    Fazer muito “ruído”, arranjar umas entrevistas (mesmo com cara tapada), bater à porta de alguma cara mediática, que se preste a encabeçar uma lista de assinaturas, pôr a imaginação a trabalhar.
    Pode parecer exagêro, mas, só com meios destes, será viável “levar a água ao vosso moínho”…E sobretudo, promover a união de todas as partes interessadas, para um movimento sem divisões.
    Desejo, sinceramente, que consigam fazer prevalecer os direitos das crianças, contra as arbitrariedades do Dr. C.M.

  5. 5 Tiago Mota Saraiva 31 Janeiro 2007 às 9:20 pm

    Obrigado Ana, é importante que se perceba que o que está em causa também é uma questão de cidadania.


  1. 1 intercomunicabilidade.net - Relato da Reunião de dia 24 Janeiro de 2007 « Grupo de Pais da … Trackback em 2 Fevereiro 2009 às 11:25 am

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




Divulgação Cultural

Blog Stats

  • 228,833 hits

%d bloggers like this: