Notícia no “Público” (2 de Fevereiro)

Fundação D. Pedro IV visitada por inspectores

A segurança social visitou e inspeccionou, entre ontem e anteontem, dois
estabelecimentos de infância geridos pela Fundação D. Pedro IV, apurou o
PÚBLICO junto de fonte oficial do ministério do Trabalho e da Solidariedade
Social. Estas duas inspecções, uma das quais foi na Casa de Santana – o
edifício da sede da fundação, na Travessa do Torel -, surgem na sequência de
dezenas de queixas que os pais das crianças que frequentam os sete
estabelecimentos de infância fizeram durante o mês de Janeiro nos livros
amarelos de reclamações. Entre as queixas relatadas pelos pais está a
alegada diminuição de educadoras e auxiliares de educação, no âmbito de uma
reestruturação económica. As sete instituições de infância geridas pela
fundação são frequentadas, diariamente, por 850 crianças, com idades
compreendidas entre os quatro meses e os seis anos. O PÚBLICO tentou em vão
obter uma reacção da Fundação D. Pedro IV.
D.R.

Anúncios

4 Responses to “Notícia no “Público” (2 de Fevereiro)”


  1. 1 Paula Faria 2 Fevereiro 2007 às 1:47 pm

    Quem cala consente. Não é assim que diz o ditado popular? Creio que já percebemos perfeitamente o nível desta gente do corpo gerente da direcção da Fundação D. Pedro IV. Por um lado, e estou plenamente convicta que tiveram a mão no teclado relativamente aos comentários anteriormente escritos: o do tal pseudo-jurista. Por outro, esta arrogância provinciana, ou medo colossal de proferir um comentário, é a prova mais do evidente que estão com o rabo preso. Vamos ao ataque meus amigos. As portas estão abertas e eles estão sem qualquer defesa. Vamos expulsar esta pandilha que descaradamente está a usar os nossos filhos como escudo humano. Não tenhamos qualquer receio.

  2. 2 Paula Faria 2 Fevereiro 2007 às 3:20 pm

    Apelo a todos os pais que percebam duma vez por todas que é incomodando esta gentalha da direcção que chegamos aos nossos objectivos. E relembro que o principal é zelar pela segurança e bem-estar dos nossos filhos. Não considero a nossa luta um gesto maniqueísta básico. Não, antes pelo contrário; é uma luta digna, verdadeira e honesta. Saliento que é a partir dela, que teremos ainda mais o reconhecimento de quem diariamente trabalha directamente com os nossos filhos, todo o corpo activo (funcionárias, educadoras, enfim aqueles que diariamente falamos e trabalham para o bem deles). Não vamos dar nem mais um minuto a quem efectivamente insiste em ser um peso morto. Vamos de rompante. À carga, e ocupemos o lugar da dignidade e respeito por quem acredita no seu trabalho e na sua competência.

  3. 3 Tiago Mota Saraiva 3 Fevereiro 2007 às 2:20 pm

    Estou perfeitamente de acordo com a opinião expressa pela Paula Faria.
    De qualquer forma, com o volume de informação que já existe e com o estado a que as coisas chegaram, creio que nada ficará como dantes.
    Vamos ver o que sucede nos próximos dias…

  4. 4 Ana Alves 7 Fevereiro 2007 às 1:29 am

    Voces sabem muito bem que os vossos filhos continuam a frequentar o Estabeleimento por não haver outro melhor que este, por isso se não estão satisfeitos não façam confusam não descarreguem o v/mal estar do dia de trabalho no local onde muitos pais continuam a gostar de ter os seus filhos por ser um sitio calmo e bastante reservado.


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




Divulgação Cultural

Blog Stats

  • 232,653 hits

%d bloggers like this: