Transferências de pessoal

Hoje, sexta-feira, o Presidente do Conselho de Administração da Fundação D. Pedro IV reuniu com o pessoal auxiliar — responsável pelas limpezas — e ordenou a transferência de 5 elementos deste grupo para a Casa de Marvila, estabelecimento de apoio a idosos.
Esta decisão afectará funcionárias de vários estabelecimentos de infância, e contraria o que foi assegurado pelo Presidente do Conselho de Administração da Fundação; embora não se tratando de despedimentos, são “deslocalizações/transferências” que diminuem os recursos dos estabelecimentos de infância, já com dificuldades muito graves de manutenção dos serviços mínimos.

10 Responses to “Transferências de pessoal”


  1. 1 Angela Queiróz 10 Fevereiro 2007 às 7:43 pm

    O mal deste Sr. Vasco Moniz não está no atraso de vida, na pobreza de espirito, na iliteracia ou em qualquer falha remediável e normal. O mal deste Sr. Vasco Moniz está em que manifestamente não regular bem da cabeça. E contra isso não há nada a fazer

  2. 2 doce3665 11 Fevereiro 2007 às 9:50 am

    Isto quer dizer que o Sr. Engº é um grande aldrabão. Então ele não afixou um cartaz a dizer que neste ano lectivo não havia mais mexidas no pessoal? E isto o que é? Quantas pessoas sobram para fazer actividades pedagógicas e dar apoio aos nossos filhos? E a estabilidade de todos os funcionários, como andará? Já se dizia num outro comentário que seria interessante fazer uma sondagem para descobrir quantas funcionárias andam a trabalhar a anti-depressivos – de facto, se nem depois de assegurar publicamente que não haveria mais mexidas, o Engº volta atrás e não cumpre o que disse, é de supor que a qualquer momento possa despedir mais pessoas. Os nossos filhos só não estão mais afectados por toda esta situação porque as funcionárias fazem um esforço quase sobrehumano para que não transpareça o seu estado emocional para as crianças. Parabéns a elas! Quanto ao Engº, rua com ele!

  3. 3 Paula Faria 11 Fevereiro 2007 às 11:22 am

    É premente envolver a comunicação social neste complicado processo, ou então o nosso encontro de pais não passará de uma secção de constatações e troca de tormentos.

  4. 4 Tiago Mota Saraiva 11 Fevereiro 2007 às 11:51 am

    Cara Paula, como deve calcular o tema “Fundação D. Pedro IV” está cada vez mais quente. A indicação que tenho, é que existem vários jornalistas a fazer trabalhos de fundo sobre a Fundação, dos quais ainda nada foi publicado.
    As investigações que estão a ser feitas, tendo-se iniciado pelos estabelecimentos de infância, têm um espectro muito mais lato e vão muito além do que as situações que os pais têm vindo a denunciar.
    Daí, há alguns dias, ter feito a declaração “profética”, que nada poderia ficar como está.

  5. 5 doce3666 11 Fevereiro 2007 às 1:17 pm

    O que nasce torto, tarde ou nunca se endireita. Não é assim que se diz quando as coisas começam mal. Tenho o maior respeito e admiração pelo trabalho realizado por quem representa os pais, acho que todo o trabalho que tem sido feito atingiu o limite daquilo que se pode fazer. Contudo, o tempo vai passando, este tal Engenheireco gajo de Moniz vai fazendo o que lhe apetece. Os nossos filhos continuam a frequentar a Fundação sabe-se lá em que condições… e a merda continua sempre na mesma… sabe-se lá até quando. Quanto a mim isto está a começar da pior maneira: sem barulho na praça pública. Sem “sangue”, que é aquilo que a povança gosta. Cuidado, podemos estar a ficar demasiadamente moles.

  6. 6 cc 11 Fevereiro 2007 às 3:45 pm

    Então quer dizer que daqui a pouco tempo toda a gente vai ficar a saber quem é esse palhacito de Engº?Ainda bem…vamos dar tempo ao tempo,porque pelos vistos o circo vai acabar!!
    Agradeço aos pais o que têm feito para o bem dos seus filhos e dos nossos!!
    Força,estou com voçês!!

  7. 7 Sónia 12 Fevereiro 2007 às 12:34 pm

    estou de acordo com a Paula. acho que se devia enviar uma comunicação para a Lusa e tentar cobertura jornalistica da reunião de dia 14.

  8. 8 Sónia 12 Fevereiro 2007 às 12:49 pm

    Para elém disso parecia-me importante termos alguns documentos preparados.
    – um abaixo assinado dirigido à Segurança Social, onde se solicita a destituição dos orgãoes dirigentes e pq motivos – a questão da alimentação, das transferências de pessoal, da falta de auxiliares nas salas (tudo isto está regulamentado e tem de ser cumprido!!!), pelo facto de nos ter sido garantido que este ano não haveria alterações de funcionários – o q, pelos vistos, não se verificou, etc…
    – um documento dirigido aos respectivos orgãos, onde se junta a cópia do abaixo assinado e se manifesta o n/ total desacordo com a situação actual e outro a exigir esclarecimentos quanto à situação para o próximo ano lectivo (uma resposta por escrito, onde nos garantem uma alimentação adequada para os nossos filhos e asseguram o nº de pessoal regulamentado para cada sala).
    Não é solução tirarmos os nossos filhos da Fundação ao deixar de pagar mensalidades. Há listas de espera enormes. A Fundação passa a ser frequentada por crianças cujos pais não têm capacidade de contestar e fica tudo na mesma?
    A questão aqui não é de classes sociais mas sim de direitos sociais e de abusos de poder!

  9. 9 doce3666 12 Fevereiro 2007 às 4:03 pm

    Ora nem mais nem menos Sónia, é precisamente este o cerne da questão, ou melhor dizendo, da pressão. A direcção desta Fundação tem todo o interesse em ter um leque de pais com limitados recursos económicos e de baixo nível escolar, para que…enfim, não tenham grandes curiosidades nem interesses em procurar coisas que…enfim, não interessam saber porque se souberem podem enfim…fazer barulho e trazer à ribalta números e factos que, enfim…podem atrapalhar os negócios que se vão fazendo, enfim…sabe-se lá como.

  10. 10 Iolanda 13 Fevereiro 2007 às 9:50 am

    Não se deixem enganar por este senhor Canto Moniz,

    como podem verificar na mensagem “Transferência de Pessoal” “… sexta-feira (09/02/2007), o Presidente do Conselho de Administração da Fundação D. Pedro IV reuniu com o pessoal auxiliar — responsável pelas limpezas — e ordenou a transferência de 5 elementos deste grupo para a Casa de Marvila, estabelecimento de apoio a idosos.”

    Hoje dia 13, vespera da reunião de pais, recebemos uma circular da direcção que diz “…o conselho de administração deliberou cancelar a reorganização dos estabelecimentos …” circular esta datada de 07/02/2007.

    Esta circular não passa de uma artimanha deste senhor para tapar os olhos dos pais e encarregados de educação, no sentido de os demover das suas lutas.

    NÃO DESISTAM, O QUE ESTÁ AQUI EM CAUSA SÃO OS NOSSOS FILHOS.


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




Divulgação Cultural

Blog Stats

  • 228,750 hits

%d bloggers like this: