Pais exigem demissões na D. Pedro IV

(Do Público de hoje)

Mais de uma centena de pais das crianças que frequentam os estabelecimentos de infância da Fundação D. Pedro IV em Lisboa reuniram-se anteontem em assembleia geral e exigiram a destituição dos corpos directivos da instituição. Foi esta proposta, aprovada por unanimidade, que levaram ontem a uma reunião com o ministro do Trabalho e da Solidariedade Social. “Tem que haver uma decisão política ao abrigo do decreto-lei que regula o funcionamento das instituições particulares de solidariedade social”, disse um dos pais.
A destituição dos corpos directivos da fundação já tinha sido proposta num relatório da Inspecção-Geral da Segurança Social, em 2000, mas foi arquivada sem ser submetida à tutela. Esta posição de força surge em resposta às medidas polémicas que foram tomadas pela administração da fundação, no âmbito de uma reestruturação iniciada em Janeiro e que, entretanto, foi suspensa até emissão de parecer jurídico do centro distrital de Segurança Social. D.R.

Anúncios

3 Responses to “Pais exigem demissões na D. Pedro IV”


  1. 1 luis ferreira 16 Fevereiro 2007 às 7:07 pm

    CAROS AMIGOS

    FIZ HOJE UM POST NO BLOG ” SEM PALAVRAS” latf.blogs.sapo.pt

    É UM ASSUNTO QUE ME TOCA…..AS CRIANÇAS

    UM ABRAÇO E MUITA SORTE

  2. 2 Cristina L. Martins 16 Fevereiro 2007 às 9:41 pm

    CARTA ABERTA AO MINISTRO VIEIRA DA SILVA

    Excelência,
    Escrevo-lhe por uma questão de tempo. Pedindo-lhe que tome em conta, no tempo da sua decisão, o tempo da minha filha de 2 anos. E o tempo de quem tem 2 anos é diferente do meu e do seu.
    A instabilidade a que tem vindo a ser sujeita nestes últimos três meses (apesar de todo o esforço de quem dela tão bem cuida na creche) representa 12% do tempo de vida dela.
    E quando se tem 2 anos é tempo de brincar muito com todas as condições de segurança e com todo o mimo. E é tempo de aprender a juntar mil e uma palavras, é tempo de aprender a fazer xixi e cócó no bacio, de correr muito, é tempo de ouvir muitas histórias e de rir à gargalhada. Tanto em tão pouco tempo, não é?
    Por isso pedia-lhe que considerasse este tempo da minha filha como urgente, que nem mais um dia tardasse. E que, sem mais perda (do seu) tempo concluisse, tal como nós que somos mais de um milhar de pais, que é urgente demitir amanhã este conselho de administração.
    Obrigada pelo seu tempo.
    Cristina L. Martins (mãe)

  3. 3 Tiago Mota Saraiva 17 Fevereiro 2007 às 4:50 pm

    Obrigado Cristina.


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




Divulgação Cultural

Blog Stats

  • 232,653 hits

%d bloggers like this: