Fundação D. Pedro IV é mancha no currículo de Joaquina Madeira

In SOL, 24 de Novembro de 2007

Vasto currículo

Com uma longa carreira na área social, foi comissária da Luta contra a Pobreza, directora-geral da Acção Social e vogal do conselho directivo do Instituto de Segurança Social. A única mancha no «vasto currículo», que Vieira da Silva lhe elogia, será talvez a sua passagem pela Fundação D. Pedro IV, onde esteve sete anos.

Joaquina Madeira foi vogal do conselho fiscal desta instituição, que um inquérito da Inspecção-Geral de Segurança Social propôs encerrar, depois de ter detectado várias irregularidades, em 2000 – ano da sua saída da instituição.

O relatório final deste inquérito – que conclui que o «Estado foi enganado pelos responsáveis da fundação» – acabou, porém, por ficar esquecido na gaveta do então inspector-geral da Segurança Social Simões de Almeida – que Paulo Pedroso haveria de convidar para Secretário de Estado da Segurança Social.

Perante as irregularidades apontadas pelo documento, Joaquina madeira limitou-se a comentar na altura: «Não há nenhuma instituição que não tenha problemas. Só quem não faz é que não peca».

Quatro anos mais tarde, Joaquina Madeira, então administradora do Instituto de Solidariedade Social, recomendou aquela mesma instituição à Segurança Social para gerir a Mansão de Marvila – um dos mais importantes estabelecimentos públicos de apoio a idosos.

Vasco Canto Moniz, presidente da polémica Fundação D. Pedro IV, assegura porém a total transparência e rigor das acções de Joaquina Madeira e elogia as suas qualidades. «É uma pessoa de grande personalidade, exigência e correcção», sublinha Canto Moniz, que acrescenta: «Feliz do Ministro que a tenha como directora».

Impressão que Madeira deixou também em Armando Leandro, presidente da Comissão Nacional de Protecção de Crianças e Jovens em Risco, que a conhece há mais de vinte anos: «Alia a determinação a uma grande capacidade de organização e a um espírito independente».

Para o juiz, Joaquina Madeira na Casa Pia é a pessoa certa no lugar certo: «Tem um projecto de humanização, de garantia dos direitos das crianças e da redução da dimensão dos lares».

Por Margarida Davim

Anúncios

7 Responses to “Fundação D. Pedro IV é mancha no currículo de Joaquina Madeira”


  1. 1 blogger anónimo 26 Novembro 2007 às 11:45 am

    Como é sabido e inclusive como foi reportado no relatório que propunha a extinção da Fundação D. Pedro IV, bem como em peças do jornal “Público”, a mesma Instituição manteve desde o seu incio uma relacção de promiscuidade com o estado.

    Percebe-se assim, que a Joaquina Madeira foi durante cinco anos o elemento que fazia a ligação de promiscuidade entre a Fundação e a segurança social.

    A avaliar pelas declarações do Canto Moniz ao “Sol”, a mesma deve ter sido importante para a Fundação ter recibo verbas da Segurança Social em contornos contabilísticos pouco transparentes.

    De acordo com o relatório que propunha a extinção da Fundação, há vários anos que o Canto Moniz tem vindo a delapidar o património da Fundação D. Pedro IV e do Estado em seu proveito próprio e sempre com a contribuição de técnicos da segurança social, entre os quais a Joaquina Madeira.

  2. 2 blogger anónimo 27 Novembro 2007 às 11:12 am

    Estranho Canto Moniz vir em defesa da dama?
    Estranho para quem não conheça o trajecto da Joaquina Madeira.
    Será que esta senhora durante o período que era parte integrante da Fundação D. Pedro IV, vai afirmar que desconhecia as festas privadas organizadas por Canto Moniz, que eram verdadeiras orgias no Estoril para presentear alguns amigos, e o maná eram jovens desprotegidos.
    Pois é a senhora vai afirmar que desconhecia de todo as actividades negras e toda a promiscuidade que envolvia a Fundação, por isso lhe entregou a Mansão de Marvila sem concurso público a estes crápulas.
    Como também lhe passou ao lado o relatório 75/96, que cujas conclusões apontaram para extinção da Fundação e que o mesmo desapareceu misteriosamente e penso que não foi numa noite de nevoeiro.
    Pois é à jaquininha não lhe conhecem simpatias ou tendências partidárias, pois bem , assim come de todos os lados, está bem com deus e com o diabo.
    Drª Joaquina Madeira, bem pode mudar o visual, para que não a identifiquem com um certo passado, a tal mancha no curriculum, mas segundo o ditado popular “o lobo perde os dentes mas não perde os intentos”.
    O cheiro desta gente é nauseabundo, prolifera na atmosfera de tal maneira que nos intoxica.
    Por isso vamos limpar o ar que respiramos deste cheiro, exercer o direito de cidadania, contribuir com coragem e determinação para denunciar esta gente.
    Bem hajam os Homens e Mulheres do meu País com coragem.

  3. 3 blogger anónimo 27 Novembro 2007 às 12:31 pm

    «Não há nenhuma instituição que não tenha problemas. Só quem não faz é que não peca»
    Joaquina Madeira sobre a Fundação D. Pedro IV, ao semanário “Sol”.

    Esta senhora, funcionária pública, foi destacada para representar o Estado no Conselho Fiscal de uma Instituição Particular de Solidariedade Social. Em 2001, uma Inspecção da Segurança Social, diagnosticou uma série de alegados crimes constantes no processo 75/96, propondo a destituição por via judicial da administração da Fundação e/ou a extinção da mesma. Dizia o relatório, entre outras coisas, que não se podia considerar que actuação da Fundação D. Pedro IV fosse de cariz social. A funcionária pública Joaquina Madeira, representante do Estado na Instituição, disse aos seus colegas inspectores, disse desconhecer “por completo as questões colocadas pelas auditoras, a nível das despesas da instituição” (pp. 52). O que parecia ser mais um caso de incompetência de alguém que representava o Estado há 10 anos na instituição, transforma-se também num caso de polícia. A funcionária pública Joaquina Madeira, entende que “só quem não faz” é que não lesa o Estado, e após ter tido conhecimento do sucedido e de acordo com o “Sol”, ainda conseguiu para a Fundação D. Pedro IV mais uma doação que ainda vai dar que falar: Mansão de Marvila.

    Mas a história vai ter novos capítulos… E já não adianta demitir-se e desaparecer para uma qualquer representação de Portugal no estrangeiro.

  4. 4 blogger anónimo 27 Novembro 2007 às 12:40 pm

    O ex-casapiano Pedro Namora responsabiliza o primeiro-ministro, José Sócrates, o ministro do Trabalho e da Solidariedade Social, Vieira da Silva, e a actual presidente do Conselho Directivo da Casa Pia, Joaquina Madeira, por abusos sexuais que ocorram na instituição. Em declarações ao CM, Pedro Namora acusa o Governo de ter nomeado uma equipa que não é capaz de responder às necessidades dos alunos da instituição.
    “Responsabilizo José Sócrates, Vieira da Silva e Joaquina Madeira por todos os abusos que ocorram na Casa Pia. Vamos denunciar este Governo por ter nomeado uma equipa que não responde às necessidades da instituição”, afirmou o ex-casapiano, referindo-se às diligências que têm levado a cabo junto de organizações internacionais: “Queremos denunciar o caso internacionalmente. Já denunciámos que a equipa da PJ que iniciou a investigação foi desmantelada e que o anterior procurador foi afastado. Mais, já demos conta de que Vieira da Silva, que há dois anos e meio atacava as vítimas, descredibilizando-as, foi colocado por José Sócrates à frente da instituição mais afectada com todo este problema”.

  5. 5 Jorge Ferraz 27 Novembro 2007 às 1:56 pm

    O meu filho já não está este ano lectivo na Fundação D. Pedro IV. Consegui encontrar alternativa no público. No entanto, em todo o tempo que andei a procurar outras IPSS para inscrever o meu filho verifiquei duas coisas: as exigências que a Segurança Social coloca nas inspecções que faz estão muito acima do que a própria Segurança Social entende ser reclamação aceitável dos pais sobre a Fundação. Mais, havia queixas nossas que a Segurança Social achava exageradas, senão mesmo irrelevantes e incompreensíveis e que a própria segurança social não tolera a outras IPSS (há até um exemplo interessante: a obrigatoriedade imposta a uma IPSS de reconstruir uma ligeira falha num degrau de pedra pois as crianças poderiam tropeçar a subir ou descer as escadas. Que tal?).

    Já para não falar dos valores das mensalidades, mesmo atribuíndo escalão máximo. Aliás, a Fundação cobrava-me em berçário mais do que muitas instituições privadas com fins lucrativos.

    Quantas às declarações publicadas em jornal atribuídas à Dra. Joaquina Madeira há 4 coisas interessantes a ressaltar: se ninguém é santo e, portanto, ninguém tem o direito de atirar a primiera pedra (acho que isto cola bem com a solidariedade, a pidedade e outras coisas do género)também não é preciso premiar quem comete esse pecadozinhos que os relatórios apontavam, não acha?; gostava de lhe perguntar do seu grau de tolerância, compreensão e desculpabilização se o pecador fosse um simples cidadão; o nível de acusações feitas à Fundação não são para ser respondidas com essa ligeireza desculpabilizante; e, por fim,tudo era desculpável, melhor, apenas anedótico e triste se a Dra. Joaquina Madeira não fosse um alto quadro do Estado. E, isso é inaceitável

  6. 6 Curiosa 27 Novembro 2007 às 3:58 pm

    Desvio-me do tema do post, mas gostaria informar sobre a

    PETIÇÃO EM PROL DAS CRIANÇAS VÍTIMAS DE CRIMES SEXUAIS

    Para estabelecimento de medidas sociais, administrativas, legais e judiciais, que realizem o dever de protecção do Estado em relação às crianças confiadas à guarda de instituições, assim como as que assegurem o respeito pelas necessidades especiais da criança vítima de crimes sexuais, testemunha em processo penal.

    ASSINE e DIVULGE

    COPIE O TEXTO DA PETIÇÃO E PUBLIQUE NO SEU BLOGUE – ao divulgar já está a ajudar.

    http://www.petitiononline.com/criancas/petition.html


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




Divulgação Cultural

Blog Stats

  • 233,706 hits

%d bloggers like this: