Professores, pais e partidos da oposição querem alargamento da rede pré-escolar

Turmas mais pequenas, escolas com melhores condições e o alargamento da rede pré-escolar continuam a ser reivindicações dos professores, pais e partidos da oposição, enquanto o Governo garante já as estar a concretizar, escreve a Lusa.

A FENPROF defende a «criação das condições necessárias para que 70 mil crianças tenham acesso ao sistema público da rede pré-escolar».
«A anunciada reestruturação da rede escolar, a nível de escolas do primeiro ciclo, foi a maior mentira do Governo. Anunciaram que iam ser construídas novas instalações e isso não veio a acontecer», afirmou Luís Lobo, da direcção da FENPROF.

330 escolas secundárias requalificadas até 2015

Estas críticas são partilhadas pelo deputado comunista Jorge Pires, lembrando que, nos últimos três anos, encerraram mais de 2.500 escolas e «mais algumas centenas» fecharão sem que outras sejam construídas: «O problema de degradação do parque escolar não teve solução até agora».
Fonte do Ministério da Educação adiantou que «não há previsões» de mais encerramentos, sublinhando que «o grosso do movimento está feito». «O reordenamento da rede escolar está lançado e tem nos novos centros escolares o mais recente factor de racionalização», acrescentou a mesma fonte.
O presidente da Confederação Nacional das Associações de Pais (CONFAP), Albino Almeida, espera que este ano lectivo marque o arranque de muitos centros escolares, que estão já estão assinados com o Governo.
«Os centros escolares incluem uma coisa que nos preocupa muito que é uma oferta para o pré-escolar», disse, defendendo que é necessário chegar «rapidamente a uma cobertura de 100 por cento da oferta pública».
(…)
Para o deputado do CDS/PP, José Paulo Carvalho, o anunciado alargamento da rede do pré-escolar e a requalificação das escolas são «medidas positivas se o Governo as conseguir desenvolver e pôr em prática»: «Já estamos habituados a muita propaganda que depois não se concretiza».
A Federação Nacional dos Sindicatos da Educação (FNE) espera que o novo ano lectivo seja uma oportunidade de «reforço da qualidade da educação», que consiste em «condições de trabalho nas escolas para os alunos, professores e trabalhadores não docentes», o que passa pela redução do número de alunos por turma.

Fonte: http://diario.iol.pt/

Anúncios

0 Responses to “Professores, pais e partidos da oposição querem alargamento da rede pré-escolar”



  1. Deixe um Comentário

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




Divulgação Cultural

Blog Stats

  • 233,706 hits

%d bloggers like this: