Venenos e medicamentos intoxicam 30 crianças/dia em Portugal

O Centro de Informação Antivenenos (CIAV) regista em média 30 chamadas por dia com casos de intoxicação em crianças até aos 15 anos.
Em 2007, o CIAV registou 10.673 casos de intoxicação com crianças, sendo que mais de 65% destes casos envolveram crianças dos 1 aos 4 anos de idade. A maioria das intoxicações ocorreu em casa e por via digestiva, sendo que os medicamentos estiveram na origem de cerca de 54% das intoxicações.

Segundo os responsáveis pelo centro e a Associação para a Promoção da Segurança Infantil (APSI), cerca de 70 por cento dos acidentes com tóxicos podem ser evitados com a adopção de medidas adequadas de prevenção, a par do contacto imediato com o CIAV em caso de acidente.

Para reduzir os números de intoxicações, a APSI e o INEM juntaram-se numa campanha de prevenção com o objectivo de alertar os pais, avós, educadores e profissionais de saúde, a qual tem por principais metas:

1. Alertar para os cuidados a ter na administração dos medicamentos e na utilização e arrumação os produtos de utilização doméstica,
2. Alertar para os riscos de usar embalagens vazias (água, sumo) para guardar produtos tóxicos,
3. Promover a aquisição de embalagens com tampas resistentes à abertura por crianças,
4. Promover o contacto imediato com o CIAV, em caso de intoxicação.

Na Europa, dois por cento das mortes por acidentes com crianças até aos 14 anos resultam de intoxicações.

De acordo com uma nota da APSI e do INEM, as crianças são muito ágeis nos seus passos, bastando alguns segundos para uma criança abrir uma gaveta, retirar uma tampa, cheirar e provar. Por mais vigilantes que os adultos sejam, referem, a criança pode escapar à atenção numa fracção de segundo.

Com a adopção de medidas adequadas de prevenção, a par do contacto imediato para o CIAV em caso de acidente, podem evitar-se grande parte das intoxicações. “Os casos de morte são cada vez mais raros, mas há intoxicações que deixam lesões para o resto da vida”, realça Fátima Rato, coordenadora do CIAV. A médica acrescenta ainda que “os profissionais de saúde têm um papel muito importante na divulgação do centro”.

A divulgação do CIAV é essencial a vários níveis. Em caso de intoxicação, ligar de imediato para o CIAV permite uma intervenção rápida e adequada, relativamente aos procedimentos correctos a ter, em função do produto tóxico. Muitas vezes provocamos o vómito, o que em determinadas situações pode ser prejudicial! O facto de se ligar para o CIAV evita ainda que as pessoas se desloquem desnecessariamente aos hospitais, poupando recursos e tempo dos técnicos de saúde.

AS INTOXICAÇÕES PODEM MATAR OU DEIXAR SEQUELAS PARA A VIDA!

Divulgue também esta campanha e ajude a reduzir o número de intoxicações em crianças!

EM CASO DE INTOXICAÇÃO, LIGUE 808 250 143

0 Responses to “Venenos e medicamentos intoxicam 30 crianças/dia em Portugal”



  1. Deixe um Comentário

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




Divulgação Cultural

Blog Stats

  • 228,833 hits

%d bloggers like this: